Publicações

Você está em: Home > Publicações > Erros comuns que podem levar qualquer negócio ao fracasso

Erros comuns que podem levar qualquer negócio ao fracasso

É sonho de todo empreendedor ver seu negócio crescendo e gerando riqueza e é justamente em momentos de retração econômica e turbulências financeiras onde é preciso ganhar e reter mais dinheiro. É também, nestes momentos, que as chances de o perder aumentam consideravelmente se alguns cuidados não forem observados.

Vou elencar neste artigo aqueles erros que, ao longo de minha carreira, se revelaram comuns a negócios com dificuldades:

Misturar finanças pessoais com a do negócio

O primeiro conceito que você tem que ter em mente quando abre uma empresa é a de que ela precisa se sustentar sozinha para ser viável. E se você mistura suas contas pessoais com as do negócio, como vai saber se o seu negócio está indo bem e de acordo com o planejado? Nunca se deve fazer esta mistura se quer manter seu equilíbrio pessoal financeiro e o fluxo de caixa do seu negócio saudável.

Lembre que em alguns negócios, o retorno sobre o investimento demora um pouco para acontecer. Se você não tiver paciência para esperar pode se sentir forçado a adotar uma estratégia de negócios errada, como mexer nos preços sem critérios ou diversificar os investimentos para conseguir novos clientes. A melhor maneira de saber quando o seu negócio trará o retorno esperado é observar os principais indicadores financeiros do negócio e para isso é imprescindível fazer seu controle regularmente.

Descuidar do controle contábil-financeiro

Como mencionado no tópico anterior, esperar bons resultados sem acompanhar os principais indicadores financeiros é outro erro comum. Qualquer negócio que não se usa ferramentas como o fluxo de caixa ou o controle das contas a pagar e receber, por exemplo, é como um avião sem radar.

Não saber os números faz com que o negócio perca competitividade e aumenta as chances de se gastar mais do que se ganha.

Portanto, aprenda a controlar seu fluxo de caixa de maneira eficiente. Se o negócio é pequeno, uma planilha Excel elaborada para este proposito será de grande utilidade e, se é possível, invista em um software de gestão financeira para planejar melhor suas ações antes de executá-las. Se for investir num software, tome os mesmos cuidados elencados neste artigo.

Reduzir custos indiscriminadamente

Fuja da ideia de que demitir funcionários é uma boa estratégia para cortar despesas. Mesmo quando a situação aperta, essa medida tem que ser planejada com extremo cuidado.

Ao dispensar um funcionário, você deve levar em consideração que a sua capacidade produtiva irá diminuir, a qualidade do seu atendimento pode piorar e você terá que arcar com uma série de custos de rescisão, que podem complicar ainda mais o seu caixa. Além disso, demissões sempre trazem um clima ruim para toda a equipe.

Se a situação financeira da empresa está ruim, seja transparente. Envolva os funcionários e crie condições para que eles te ajudem a sair da crise. Como eles vivem o dia-a-dia do negócio, podem ter ótimas ideias para aumentar as receitas e reduzir os custos.

Por outro lado, cortar custos que impactam na qualidade de seus produtos você pode perder clientes para sua concorrência que nunca mais retornarão por desacreditar na qualidade de seus produtos ou no valor de seus serviços.

Sobre otimização de custos e despesas já publicamos este artigo.

Gastar o dinheiro destinado a pagar impostos e benefícios

Arrolar dividas tributarias e não ir segregando um fundo para cobrir benefícios como férias e 13º dos empregados, é outro erro presente em negócios que se revelam sucumbidos. Não cumprir compromissos tributários é um sério indício de que algo não está indo bem ou correto na sua gestão.

Como já comentado, todo negócio deve ter um planejamento e controle que segregue os recursos necessários para sua sustentação. A existência deste plano de voo fará com que seu negócio tenha sempre fôlego para cumprir com as obrigações evitando, assim, ter que vender bens ou pedir um empréstimo que só oneram e desequilibram suas finanças.

Um bom plano de voo é um orçamento. Veja mais sobre orçamentos neste artigo.

Conclusão

Uma gestão financeira eficiente pode não ser tão simples como se apresenta  e um investimento num especialista pode fazer toda diferença para seu negócio. Mais sobre este assunto, entre em contato conosco.

 

Silvio Silva

Silvio Silva

Executivo Financeiro, Outsourced CFO / Controller

Sócio Diretor na Consult Audi

Financial Advisor

Especialista em Finanças Corporativas

Os pontos de vista aqui publicados se referem a opiniões individuais de seus autores não significando, necessariamente, ser esta a opinião da empresas do grupo  CONSULT AUDI, seja a Auditoria e Consultoria empresarial ou a Assessoria e Gestão de negócios.

 

,,,